Álbuns produzidos pela Musikorama
Music Records já estão disponíveis no Spotify, Deezer,
YouTube e outros canais de música

Cópia de received_982770231783420-1024x827Rottina Hurbana: Amilar (guitarrista), Juninho (vocal),
Ettor (baixista) e Ted (baterista)
(Foto: Divulgação)

 

“Um sonho que se tornou realidade para todos nós”. Assim os integrantes da banda Rottina Hurbana, Juninho (vocalista), Amilar (guitarrista), Ettor (baixista) e Ted (baterista) classificam a participação deles na coletânea “Músicas Para A Juventude Se Lembrar De Nós – Volume 1 e 2”, gravada e produzida pela “Musikorama Music Records”. Os dois álbuns trazem diversos artistas latinos e o Rottina Hurbana foi escolhido para participar com duas músicas de seu álbum Interrogação: Jogo Armado e Mané. As canções que fazem parte dos dois volumes, já podem ser visualizadas pelo canal da gravadora no YouTube :https://www.youtube.com/playlist?list=PLUSRfoOcUe4Z8sZpQDdBwVuw6dANfrOcY  e por outros meios, como o Deezer, Spotify e etc. Já para os que quiserem conferir de perto essas e mais músicas do disco “Interrogação”, do Rottina Hurbana, no dia 5 de dezembro (sábado), às 16h, a banda se apresenta no show ‘Conexão Autoral’, que acontece no Centro Cultural Padre Eustáquio (Rua Jacutinga, 821, Padre Eustáquio, BH-MG). Entrada gratuita. Outras informações pelo: www.conexaoautoral.com.br.

De acordo com os integrantes da banda Rottina Hurbana, participar da coletânea gravada pela Musikorama Music Records, foi uma oportunidade única. Para eles, é uma prova viva que projetos como esses contemplam cada vez mais, bandas independentes no Brasil. “É uma realização para todos nós e a sensação de que agora seremos mais ouvidos e poderemos mandar nosso recado a um número maior de pessoas a nível mundial é demais. Com a participação na coletânea, tivemos uma comprovação de que projetos como esses contemplam bandas que ainda tiveram poucas oportunidades no mercado. É uma forma de nos juntarmos e criarmos um novo cenário na música, diferente de tudo o que já foi feito antes”, acreditam.

12191856_1225673820791779_2950053774148719246_n

Questionados sobre como eles se sentem participando de canais de músicas tão importantes como o Deezer e o Spotify, eles comentam que é uma forma de abranger ainda mais pessoas que curtem o estilo da banda. Para eles, é uma prova de que o álbum Interrogação continua sendo atual e ligado aos fatos cotidianos. “Representa o acesso a todo o material da nossa banda, e não somente a músicas isoladas, o que é ainda mais gratificante porque temos toda uma ideologia por traz de nossas músicas, e é interessante que as pessoas conheçam todo o nosso trabalho. Devido à situação em que enfrentamos no nosso país e no mundo, o álbum Interrogação não poderia ser mais atual, porque fala da sociedade e de temas cotidianos atuais, então acreditamos que ele reflete bem o espírito da banda. Só temos a agradecer a força dos amigos, familiares, fãs e todos que trabalham com o Rottina, seja na nossa divulgação (comunicação), como em todo o tipo de apoio que recebemos”, completam.

 

Reconhecimento >>

De acordo com Rodrigo D’Sales Monteiro, o “Digão”, que é Diretor e Curador da “Musikorama Music Records”, a escolha das bandas respeitou alguns critérios importantes, entre eles, a diversidade cultural. De acordo com o Curador, a idéia é expandir aqui no Brasil outros estilos. “A escolha foi feita respeitando alguns critérios, dentre eles, o mais importante era a diversidade musical para a obra final da coletânea em sua totalidade. A galera da Rottina já havia tocado em uma festa do selo na zona leste de São Paulo e, desde então, viemos fortalecendo nossa amizade. O Rottina Hurbana entra na coletânea representando a Rap Core que, particularmente, curto muito e acho que é um dos gêneros mais importantes dos anos 1990, não poderia ficar de fora. Esperamos expandir a música brasileira para toda a Mercosul, a princípio e expandir aqui na terra brasilis, o que há de bacana acontecendo em nossos vizinhos”, comenta.

 

Volume 1 e 2 >>

Digão explica que a coletânea está divida em duas partes e lembra que é uma oportunidade para que os vizinhos conheçam o que é feito no Brasil. Já questionado se falta mais incentivo na música brasileira e latina, ele lembra que existe incentivo, só que ele acredita que exista um resquício da crise da era Fernando Collor. “Esta primeira coletânea, ‘Músicas Para A Juventude Se Lembrar De Nós’ está dividida em 2 volumes e conta com bandas do Brasil, Chile, Uruguai, Argentina, Venezuela e Colômbia. Nossos vizinhos são grandes compositores e muitos desconhecem o belíssimo trabalho que eles fazem. Incentivo há de todos os lados. O que acredito que ocorra é um resquício da crise econômica de Collor. Naquele tempo, fomos educados a consumir o que era de fora, pois não havia infraestrutura para se produzir aqui dentro. As rádios tocavam quase que em sua totalidade, artistas internacionais, em sua grande maiorias estadunidenses e ingleses”.

Ele ainda diz que cresceu ouvindo música latina, por isso a escolha das bandas latinas para participarem da coletânea. “Ainda hoje, vejo diversas bandas citar como referência, artistas dos EUA e cresci com música latina, o meu sangue é latino, por isso criamos uma coletânea 100% latina e ainda assim, diversas bandas participantes cantam em inglês, mas coloquei nos principais serviços de streaming do mundo um material 100% latino. Há incentivo para a produção, estou agora buscando incentivar o consumo desta vertente musical”, conclui.

 

Serviço

Rottina Hurbana participa da coletânea: ‘Músicas Para A Juventude Se Lembrar De Nós – Volume 1 e 2’ e faz show no dia 5 de dezembro no Conexão Autoral.

Data: 5 de novembro (show) (discos já disponíveis nos canais)

Horário: 16h

Local: Centro Cultural Padre Eustáquio (Rua Jacutinga, 821, Padre Eustáquio, BH-MG)

Entrada: Gratuita

Assessoria de Imprensa: Agência de Comunicação Correio Eletrônico (ACE)

Felipe José de Jesusagênciadecomunicacaocorreio@gmail.com – (31) 8561-5255